01
Ago 11

Iemanjá

Odoya Iemanja!

 

No próximo dia 15 louvamos mãe Iemanjá, nossa mãe protectora! Por força de calendário faremos a sessão comemorativa dia 13 no Terreiro e posteriormente entregamos no mar as oferendas devidas.

 

Iemanjá é sem duvida um dos Orixás mais populares no Brasil a par de Ogum e Oxossi e atrevo-me a dizer que é sem comparação possível o Orixá mais conhecido em Portugal; em grande parte pela ligação física, histórica, psíquica e emocional que temos enquanto povo a esse mar imenso. A lenda africana diz que o mar sugiu das lagrimas salgadas de Iemanjá! Já Fernando Pessoa dizia.. " Ó Mar salgado, quanto do teu sal são lágrimas de Portugal..."

 

Iemanjá, é a Senhora da Vida  a par com Oxalá. Da confluencia do meio liquido salgado e da luz surgiram as primeiras formas de vida monocelulares, evoluindo sistemáticamente para formas de vida cada vez mais complexas. As entidades que trabalham sob a vibração original de Iemanjá são na sua maioria provenientes de pátrias siderais distantes tal como as de Oxalá e Yori, tendo uns reencarnado no inicio dos tempos deste nosso planeta enquanto outros se ficaram pelo plano Astral, providenciando a partir daí o seu auxílio. São poucas as entidades de grau de Guia da linha de Yemanjá que costumam "baixar"  em seus aparelhos, preferindo a actuação mediúnica de vidência, clarividência e outras  para fazer passar suas mensagens. São normalmente entidades de grau de Protector as que costumam "incorporar" e frequentemente baixam em linhas de interacção de outros Orixás actuando de forma cruzada, por exemplo caboclos e caboclas de Oxossi que actuam junto das águas.

 

Falando nas qualidades que confere aos humanos  a precisosa influencia de Iemanjá, teremos que falar no amor, no carinho e no sentimento de protecção para com os que nos são queridos. Iemanjá é de facto o amor responsável, tal como uma mãe que tem de  contrariar seu ímpeto e corrigir os comportamentos dos filhos com severidade pois seu amor leva-a mais longe no tempo e alcança as consequencias para o futuro do aprendizado que seus filhos fazem  no presente. Iemanjá ama não só os seus filhos mas todos os que dela necessitam, disso mesmo nos falam tantas e marivlhosas lendas africanas! Ela protege a todos e ama a todos mas não contemporiza com injustiças e neste campo,  mãe Iemanjá tem no seu elemento fisico-natural primoridal que é o mar, a barreira que rompe todas as magias de baixo astral! Suas águas neutralizam desde sempre os excessos produzidos em terra de forma natural permitindo a regeneração do ar e das aguas mas também no campo astral dos elementos mais densos das emoções e pensamentos dos espiritos encarnados. Hoje sabe-se que o equilibrio da vida na terra depende do saúde do mar pois ele é verdadeiramento o factor que determinará a evolução da vida neste planeta.

 

Vamos saudar nossa Mãe Iemanjá e rogar às entidades dessa vibração Original que regem o nosso mundo físico, que ajudem também a humanidade a alcançar a visão e as consequências futuras de nossos actos! Que nos ajudem a sentir o amor, e a compaixão por todos os seres vivos e que possamos alcançar o equilibrio emocional de forma a podermos atingir a maturidade civilizacional e assim podermos mergulhar efectivamente numa nova Era, mais promissora e fecunda para evolução de todos os espíritos presos ao ciclo das reencarnações!

 

Odoyá Mãe Iemanjá

 

Francisco de Ogum

Pai Pequeno no Terreiro Pai Oxalá e Mãe Iemanjá

Terreiro de Pai Oxala e Mãe Iemanjá

publicado por galileu às 14:15editado por Terreiro Pai Oxala Mae Iemanja às 14:24 | comentar | favorito
11
Mai 10

Salvé os Pretos-Velhos de Umbanda

Saravá os nossos amados PRETOS E PRETAS VELHAS de Umbanda, laboriosos trabalhadores da Luz Divina, desbravando o agreste campo de cultivo do Espírito que é este mundo e em particular este nosso Portugal. Ainda hoje em determinadas mentes tacanhas, o Espírito para ser elevado e iluminado tem de possuir cultura, conhecimento empírico, refinamento no trato e claro está um vocabulário extenso, cuidado e demonstrativo de todas aquelas qualidades que infelizmente se continuam a valorizar no ser humano, numa perspectiva errada de que o conteúdo tem sempre uma correspondência directa com a aparência. Alguns médiuns videntes de outros movimentos espiritualistas desconfiam ao verificar que as entidades de Umbanda apesar de falarem como Caboclos e Pretos Velhos, mostram-se afinal das mais variadas formas inclusive como frades, médicos, europeus, asiáticos, etc. Será difícil entender que o espírito depois de se ver livre da prisão do ciclo de encarnações sucessivas a que se sujeita num processo longo de aprendizado e experimentação, se eleve a uma qualidade em que possa escolher de entre o seu próprio manancial de vidas passadas as formas e os "jeitos" que melhor entende favorecer a sua comunicação? Não é afinal o homem de uma forma geral demasiado preconceituoso para aceitar o diferente ? não é uma verdade que continua a julgar o próximo insistentemente ? não é verdade que a aparência, hoje sacralizada à categoria de "imagem" se sobrepõe a própria essência do mais genuíno do ser? Parece-me óbvio que muitos mestres escolham formas de comunicação que se encaixem dentro do padrão esperado pela maioria quando se fala de seres de luz! No entanto, para aqueles que procuram o mais genuíno e mais profundo da Alma Humana, encontram nas Entidades à primeira vista mais simples da Umbanda um Oásis. Os Pretos-Velhos tal como os nossos Caboclos, Crianças, e demais entidades, são extraordinariamente humildes! Escolheram as formas que mais se identificavam com a porção mais pobre e marginalizada da sociedade brasileira do inicio do seculo passado com o propósito de chegar a um maior número de pessoas e continuam hoje passados mais de 100 anos a fazê-lo mostrando-nos que a humildade é essencial para o crescimento espiritual! Muitos tiveram vidas de elevado estatuto social, às quais no entanto nunca se referem, preferindo pelo contrário mostrar-se na roupagem de uma vida em que foram escravizados, humilhados, despojados e marginalizados. O Amor e o espírito de missão motivam-os a continuar os caminhos da ascensão junto dos que ainda se debatem na carne. Mostram-nos a cada instante que devemos viver em equilíbrio com a natureza, connosco próprios e com os outros, difundem o perdão, a caridade e o Amor; ensinam-nos que a simplicidade no trato e a humildade são a chave para um sã convivência, que não devemos iludir nem deixar-nos iludir pelas aparências pois que os sentidos sempre nos confundem e que a verdade se encontra na Alma de cada um. Tenho pois a certeza do que é um espírito de Luz e que este não precisa de se dirigir a ninguém em linguagem cuidada e refinada para fazer passar a mensagem do amor ! Sei que a um espírito elevado não lhe interessam as mesquinhas honrarias do mundo terreno e que por isso mesmo não descrimina em função de qualquer tipo de conceito de esfera social, opção política, sexual , religiosa ou otra como fazem os humanos encarnados, mesmo aqueles que por vezes dirigem templos e congregações  religiosas. Sei que as Entidades de Luz com quem tenho a felicidade de conviver há anos, nunca se arvoraram em Deus e se mostram apenas como irmãos em missão de auxilio e que nunca pretendem substituir a consciência de cada um, muito pelo contrário apelam ao sentido de responsabilidade para um maior crescimento individual! Por tudo isto meus irmãos eu sou Umbandista! Porque acredito nos valores do espírito e espero a cada dia que passa poder aproximar-me ainda que devagar, um pouco mais de tão amorosos pais e mães espirituais que são os Pretos Velhos. Dia 13 de Maio é a data que no calendário do umbandista significa, homenagear os PRETOS-VELHOS; no dia 15 de Maio teremos a nossa  sessão Comemorativa no Terreiro de Pai Oxalá e Mãe Iemanjá! Gostaria muito que aqueles que recorrem habitualmente aos conselhos sábios destas entidades, pudessem abdicar um pouco dos seus interesses e se dirigissem ao Terreiro apenas com o intuito de lhes agradecer a disponibilidade e os cuidados que todas as sessões recebem, no fundo que demonstrassem um pouco do amor que costumam receber, que entendesse afinal que é dando que se recebe!

 

Axé, muito axé a todos!

 

Francisco de Ogum

Pai Pequeno no Terreiro Pai Oxalá e Mãe Iemanjá

publicado por Terreiro Pai Oxala Mae Iemanja às 12:20 | comentar | ver comentários (1) | favorito

Localização


Ver Terreiro de Umbanda num mapa maior