15
Dez 14

PRECE A OXALÁ


Pai Oxalá!

Nós vos evocamos e vos pedimos o fortalecimento de nossa fé e o despertar de nossa religiosidade.

Fazei com que busquemos, cada vez mais, os bons ensinamentos, sentimentos e atitudes que nos elevem e

nos conduzam à Luz do nosso Divino Criador.

Pedimos, Divino Pai Oxalá, a força, a coragem, a resignação e inspiração para que só pratiquemos o bem.

Sabemos como é difícil seguir a Vossa Senda, pois temos consciência das nossas fraquezas e das nossas

imperfeições. Entretanto, Sagrado Pai, nós nos esforçamos para sermos dignos de vossa bênção e de

vosso perdão.

Acrescenta-nos a fé inabalável, descortina-nos as raízes comuns da vida, a fim de compreendermos,

finalmente que somos irmãos uns dos outros.

Temos o coração chagado e os pés feridos na longa marcha, através das incompreensões que nos são

próprias, e nossa mente, por isto, aspira ao clima da verdadeira paz, com a mesma aflição por que o

viajante extenuado no deserto anseia por água pura.

Impeça-nos, Pai, de sucumbimos diante de provas elementares e regredirmos praticando atitudes

impensadas. Capacite-nos com a necessária humildade e compreensão para ajudarmos nossos irmãos

infelizes e infunde-nos o dom de nos ampararmos mutuamente.

Pedimos força, coragem, paz, amparo, saúde física e espiritual e o luzir de nossos espíritos com a

capacidade de amar e perdoar.

Ensina-nos a agir sem as algemas das paixões e a cultivar o campo das nossas almas. Conduze-nos aos

caminhos direitos, auxilia-nos a construir a nossa casa eterna. Compadece-te de nosso espírito frágil, abre

os nossos olhos e mostra-nos a estrada do teu Reino.

Sagrado Pai, livra-nos da submissão aos espíritos viciosos, embusteiros e obsessivos e para eles vos

rogamos a vossa misericórdia porque há sempre quem peça pelos perseguidos, mas raros se lembram

de auxiliar os perseguidores! Há muitos que rogam pelos fracos para que sejam, a tempo, socorridos, no

entanto, raríssimos corações imploram concurso divino para os fortes. Se salvas, em verdade, as vítimas

do mal, buscas, igualmente, os pecadores, os infiéis e os injustos. Teu amor é perfeito e infinito porque

amparas, na hora justa, os que causam a cegueira, a enfermidade e o desânimo!

Que cada um de nós se sinta fortalecido e ungido das vossas graças, agora e durante toda a nossa

passagem terrena.

Que a maldade não tenha forças e poder sobre nós e que qualquer ação levantada contra nós encontre a

vossa presença e se quebre em choque com as obras de luz e possam eles sentir-te o desvelado carinho,

porque também te amam e te buscam, inconscientemente, embora permaneçam supliciados no vale fundo

de sentimentos escuros e degradantes.

Sagrado Pai Oxalá, fortaleça-nos e proteja-nos com vosso escudo invisível do poder de Deus, mantendo-
nos unidos e permiti que caia o orvalho do vosso amor infinito sobre o nosso modesto Terreiro e nos

nossos lares.

Salve Oxalá, Luz da nossa Fé e regente da eternidade dos que vivem na Fé em Olorum!

autor : Rui de Omulu

Medium do Terreiro Pai Oxalá e Mãe Iemanjá

publicado por galileu às 18:02 | comentar | favorito
08
Ago 14

Esperança

Após um longo interregno , dirijo-me a todos mais uma vez para vos falar de esperança. Porquê este tema? Porque vivemos com pouca esperança , num dia a dia amargurado. Portugal atravessa um crise severa já de longos anos, com perda de segurança e sem fim à vista...ou pelo menos com horizontes sempre ensombrados por eventos aparentemente inesperados que vêm afundando a já tão rara e preciosa esperança num mar de tristeza e amargura. Por onde quer que andemos, parecemos rodeados de sentimentos de impotência e amargura. Como podemos encontrar forças para prosseguir, como aliviar o dia a dia e voltar a acreditar? já agora pergunto eu, acreditar em quê e em quem?

 

Todos os movimentos espiritualistas são unânimes num ponto: O milénio começado no ano 2000 pretende ser uma Era de grandes mudanças na consciência humana sobre os valores e sobre a própria humanidade. As estruturas politicas, a ordem financeira e económicas vigentes irão sucumbir para dar lugar a um mundo mais justo, mais sustentável e até mais fraterno! Só que para lá chegarmos teremos que presenciar o desmoronar do velho mundo, à queda de tudo aquilo que ajudou a criar esta sociedade esquizofrenia, a falência dos poderes vigentes, enfim a morte do velho para poder nascer o novo. Uma vez mais no início de um século, avivam-se as rivalidades, as nações dominadas por déspotas ou governados sob a ilusão de uma falsa democracia, vergadas sob o peso da corrupção partem para a Guerra , pois não deixa de ser uma forma de direccionar a atenção das massas populares para um inimigo , permitindo a sua manipulação com a intenção de se auto perpetuarem. Vimos tudo isto ocorrer há exactamente 100 anos na 1ª Grande Guerra e vemos de novo as hostilidades a subirem entre velhos rivais! Mas vemos também a xenofobia, o ódio ao diferente, a intolerância, etc..

 

Como encontrar Esperança se não a cultivamos? como encontrar num mundo tão sombrio um sinal , uma luz, se não fizermos a nossa parte? E mais uma vez temos que nos virar para nós próprios e encontrar no nosso espelho o desacerto para poder corrigi-lo. Temos que baixar a nossa voz se queremos escutar a natureza, temos que desviar os olhos do ilusório para nos focarmos na realidade. Porque continuamos a buscar nas redes sociais o que não conseguimos alcançar na realidade, ou seja a amizade e o companheirismo, a troca e o dialogo? Porque no isolamos ao invés de nos darmos? porque temos tanto medo de falhar? Porque só pensamos no nosso prazer e não no bem estar geral? como alcançar esse bem estar se não pensamos no bem estar dos demais.

 

Criámos a ilusão de que o individuo é mais importante que o grupo, seja esse grupo a família, os colegas , enfim o todo. Na verdade somos todos um. Tomos advimos do mesmo útero divino enquanto almas e o nosso trajecto na carne será tão mais penoso quanto desviados nos encontrarmos da nossa essência enquanto filhos do mesmo Deus. Se uma gota não faz o oceano, também o individuo não se reencontrará no isolamento do seu lar, do seu casamento, por vezes até isolados nas próprias mentes! Larguem os instrumentos de alienação, deixem de consumir horas de tv-lixo, de redes sociais e todo um mundo virtual  que não informa, não acrescenta nada de novo ao individuo, pelo contrário alimenta polémicas e humilha o individuo; a alienação seja por drogas, álcool , cibernética ou outra apenas subtrai e não preenche ninguém.

 

Abram as vossas mentes e o vosso coração! Olhem à vossa volta e sintam. Deixem-se invadir pelo riso das crianças, pelo brilho do orvalho, pelo aroma da maresia ... respeitem o ser humano,  a natureza, o planeta , o Todo e busquem a harmonia com Deus.

Recordem-se da lei da acção-reacção! Tudo o que nós pensamos, falamos e agimos provoca um movimento de retorno. Utilizem doçura ao invés de aspereza no trato e na voz! Enterrem o orgulho e aceitem perdoar a quem vos ofendeu, peçam perdão quando  magoarem alguém... pisem com cuidado para não perturbar os demais, ou seja, meçam palavras e evitem perturbar a paz! Não se imponham perante os demais ruidosamente, ostensivamente e despuradamente como vemos acontecer todos os dias . Sejam delicados, suaves, ternos. tomem a iniciativa de ser amáveis sem a pretensão de receber algo em troca. Sejam desinteressados e busquem nos demais a companhia, a troca de ideias a entreajuda. Enalteçam as qualidades alheias e não comentem os defeitos do próximo pois é o positivo que deve sobressair em cada um e o julgamento pressupõe um julgador sem mácula e como sabemos , esses os sem mácula, quando andam na terra não julgam, apenas amam e perdoam.

 

As velas acesas aos anjos da Guarda ajudam a iluminar as vossas mentes e a vossa áurea, os banhos de Descarrego aliviam as cargas negativas, os banhos de ervas enegizam, acalmam e possibilitam uma melhor recuperação. As Orações ditas e sentidas chegam longe e acalmam a mente e o coração  e trazem ajudas espirituais em auxilio dos necessitados. Mas de que serve tudo isto se não melhoramos como pessoas, no fundo como podemos querer melhorar se não nos esforçamos para mudar aquilo que são as nossas faltas e desacertos?  Como podemos frequentar um templo de paz e amor e ter apenas palavras de arrogância ou de agressividade? Como podemos postar palavras lindas num blog ou no facebook e passarmos o tempo todo a coscuvilhar , ou a falar mal de alguém nas suas costas? Não podemos, pois não?! Sejam cidadãos comuns, umbandistas, médiuns, Pais de Santo, enfim, seja quem for , terá o seu retorno mais tarde ou mais cedo, mas no entretanto contaminam os ambientes que tocam.

 

Façam todos os vossos rituais e todos os esforços, mas acima de tudo, sintam! Pois os actos e as palavras quando não são sentidas transformam-se em hipocrisia! A hipocrisia destrói não só a vossa credibilidade, mas mina a fé alheia, pois semeia a dúvida generalizada nas mentes dos mais inocentes.

 

Eu sei que o mundo em que vivemos incentiva à competição feroz e  voraz, com recurso à mentira e à hipocrisia e que estamos rodeados da prostituição dos valores e os falsos messias já se amontoam gritando soluções maravilhosas, rápidas e sem esforço para tos os males! Mas por favor parem para pensar... não foi assim que chegámos ao mundo de hoje? ele está moribundo e vai morrer! e o queremos nós? morrer junto com esse velho mundo, ou ajudar a construir uma arca de Noé  em nossos corações onde preservamos os valores, o amor e a paz para que possam navegar o dilúvio e prosperar quando finalmente atingirmos terra firme?

 

O trabalho é individual e carece de empenho. Não se impõe nem se dispensa! A Esperança está ao alcance de todos, basta saber cultiva-la.

 

Mãos à Obra!

 

Francisco de Ogum

Pai Pequeno

ATUPOMI

publicado por galileu às 11:20 | comentar | ver comentários (2) | favorito
24
Out 12

Ponderação

Ponderação

Diante do mal quantas vezes! ...

Desertamos do testemunho da paciência...

Criticamos sem pensar...

Abandonamos companheiros infelizes à própria sorte...

Esquecemos a solidariedade...

Fugimos ao dever de servir...

Abraçamos o azedume...

Queixamo-nos uns dos outros...

Perdemos tempo em lamentações...

Deixamos o campo das próprias obrigações...

Avinagramos o coração...

Desmandamo-nos na conduta...

Agravamos problemas...

Aumentamos os próprios débitos...

Complicamos situações...

Esquecemos a prece...

Desacreditamos a fraternidade...

E, às vezes, olvidamos até mesmo a fé viva em Deus...

Entretanto, a fórmula da vitória sobre o mal ainda e sempre é aquela senha de Jesus:

AMAI-VOS UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI!...



Bezerra de Menezes

publicado por galileu às 11:03 | comentar | favorito
24
Abr 12

As consultas com Entidades, limites fisicos do medium

Saravá,

 

Desta feita, trago a vós um tema que nos é muito caro, pela pouca instrução nas coisas espirituais que os crentes, frequentadores e umbandistas em geral parecem ter, se torna importante esclarecer. As entidades com uma vibração Espiritual superior, ou sejas as comummente designadas por Entidades de Luz, pela sua condição existencial, já se distanciaram do mundo físico a um ponto tal que necessitam do auxilio do ectoplasma do medium que lhe dá passagem, para poder exercer a sua actividade em terra, sejam consultas, trabalhos, limpezas, etc. A utilização desta energia, é feita com cuidado para não deixar exausto o medium e ainda assim procuram os nossos protectores e guias , transferir da natureza muita da energia necessária ao médium de modo a auxiliar esta acção, com a colaboração de Elementais, Exus e outros trabalhadores do Astral que por se encontrarem em vibrações mais próximas da terra física , podem desta forma prestar esse auxilio. Contudo existem limites e quando o consulente ou trabalho em questão é de vibração particularmente baixa, acaba por cansar o físico do médium , deixando marcas de cansaço que pode inclusive impedir nalguns casos a prossecução do trabalho no médium.

 

Para evitar situações como estas, que não abonariam nada para o sucesso das comunicações espirituais e demais trabalhos desenvolvidos pelas nossas queridas Entidades, estabeleceram-se algumas normas em nossa casa, tendo em vista a saúde dos seus trabalhadores e qualidade das comunicações. É por essa razão que existe um limite de consultas por cada médium presente e é por isso mesmo que são distribuídas senhas de consulta de modo a não ultrapassar-se o limite desejável. É também por esse motivo que o tempo que cada consulente passa em frente a uma entidade é precioso, pois se no plano Astral o tempo não tem o mesmo significado que tem para nós encarnados e por esse motivo os cambonos têm instruções precisas dos líderes espirituais para auxiliar as Entidades em terra a delimitarem o tempo de cada consulta junto da Entidade e do próprio consulente.


Torna-se imperioso que todos entendam que estas regras e limitações são essenciais e que a não obediência das mesmas de forma reiterada demonstra por parte daqueles que o fazem  a sua natureza pouco solidária, o não respeito pelos mediuns enquanto irmãos abnegados que se colocam voluntariamente ao serviço e acima de tudo o desrespeito pelas Entidades  que sendo de facto ascensionadas, devolvem com amor carinho e benevolência os agravos cometidos com ou sem consciência daqueles que procuram auxiliar. É hora pois de acordar e pensar nos actos egoístas que todos os dias são praticados em todos os momentos de nossas vidas e procurar corrigir formas de estar e viver pois são estas em ultima análise que nos prendem nas vibrações rebaixadas de uma existência inferior e animal neste planeta ao invés de evoluirmos na consciência, amor e busca incessante de ascensão para um dia podermos seguir rumo tal como aqueles que agora nos auxiliam lá na Aruanda. Por ultimo relembro que todos nós temos graças na proporção que merecemos, vamos então procurar não desmerecer para poder receber?

 

Francisco de Ogum,

Pai Pequeno

publicado por galileu às 12:12 | comentar | favorito

Localização


Ver Terreiro de Umbanda num mapa maior