aieê OXUM

No dia 8 de Dezembro a Umbanda louva mamãe Oxum, justapondo-se ao calendário Católico, por sincretismo com  N. Sr.ª da Conceição. Não! Oxum não é N. Sr.ª mas da observação atenta ressalta o amor emanado por ambas como elo de ligação. Oxum é o Orixa do Amor, regente da fertilidade feminina e de todos os processos inerentes à maturação e desenvolvimento do milagre da vida no feminino. Rege os processos internos de cada ser! Na natureza o seu altar natural é junto às correntes de água de doce (rios, ribeiros, cachoeiras) e também aqui ela traz a fertilidade aos confins da terra possibilitando a vida em todas as suas vertentes à sua passagem. A beleza que emana de oxum é a beleza do toque de midas! O verdadeiro ouro que ela nos traz está na verdade nos minerais que povoam as suas águas por força de trocas constantes com o meio rochoso. Para o funcionamento de qualquer ser vivo, estes minerais são indispensáveis. O ferro  por exemplo, é atractor e fixa vitaminas tendo estas funções reguladoras e anti-oxidantes do organismo. Os minerais atraem-se constantemente como ímanes bem como os corpos que alimentam. Oxum penetra no âmago dos nossos seres induzidos a aproximarmo-nos, a juntar-nos em torno do amor e da amizade (na verdade outro tipo de amor). Como mamíferos que somos, somos desenvolvidos no interior do útero materno em suspensão líquida que nos protege até ao momento do nascimento. Somos pois feitos em grande medida na água, por água e nela sentimos paz e protecção. São momentos de catarse que aliviam e bastante o coração muitas vezes apertado de quem procura este Orixá de rara beleza.   Os seus cânticos falam de beleza e simplicidade, de perdão e redenção e levam muitas vezes os filhos às lágrimas, derramando um pouco desse líquido precioso, carregado de sais. Oxum confere senso de família, protecção das crianças, amor pelas coisas belas, amor e compaixão e quando alguém mostra a ausência de muitas  destas qualidades,   certamente estaremos em presença de um inadaptado que não bebeu dessa fonte fecunda e como tal o mais provável é que o seu percurso neste planeta seja puramente destrutivo. Quem ama cuida e mima! Possamos nós humanos presos neste ciclo de encarnação sentir cada vez mais a influência de Oxum em nossas mentes! Certamente os nossos corações seriam mais serenos e a harmonia tantas vezes apregoada pelo mundo fora, seria finalmente realidade. Que o Amor reine entre todos os seres! Que Oxum se faça hoje e sempre presente em nossas vidas.

 

Aieê mamãe Oxum

 

Francisco d'Ogum

  Pai Pequeno

publicado por galileu às 20:22 | comentar | favorito
tags: ,