EPARREI IANSÃ

No próximo dia 4 de Dezembro, será louvada por todos os umbandistas o Orixá Iansã. Mas quem é em traços largos este magnífico Orixá?

É Designada como o Orixá dos ventos, raios e tempestades e é responsável pelas transformações, mutações e mudanças ligadas às coisas materiais, fluidez de raciocínio e verbal. Seu domínio no reino natural é o do ar. Elemento volátil, sem forma definida não podendo ser contido e condicionado. A deslocação do ar permite as trocas energeticas entre zonas quentes e frias amenizando as diferenças de temperatura no Globo ao mesmo tempo que carrega nuvens saturadas de àgua dos oceanos, deslocando-as até aos continentes ávidos de àgua pura  e doce que alimenta a vida em todas as vertentes e engrossa os caudais dos rios e cachoeiras. É maravilhoso o ciclo da água, onde a iansã cabe a função de transportar a benção pelos ceus. O soprar continuo junto das rochas molda-as pela efeito erosivo tranformando vertentes íngremes e rochas imponentes em lâminas afiadas até as derrubar em fragmentos, prevalencento a persistencia sobre a resistencia. Ela molda as formas do planeta num movimento constante e perene.

O ser humano aprendeu a viver com este elemento que é de grande valor na propulsão de barcos veleiros ou na produção de força motriz capaz de gerar electricidade. Nos seus excessos arrasa todos os obstáculos que encontra tal a força gerada num tornado, alimentado nas aguas mais quentes de alguns locais dos nossos oceanos, Iansã e Iemanjá combinam uma força motriz que é alimentada exponencialmente até se abater sobre terra onde irá descarregar toda a energia acumulada até à exaustão da mesma. Iansã não possui um altar na natureza especifico dado o seu carácter móvel e é extremamente abrangente. Do mar à pedreira, passando pela mata e pela Calunga Pequena, todos os reinos dos demais orixás são tocados por este magnifico Orixá. Na Umbanda ela é um Orixá pertencente à linha das Senhoras, ou linha de Yemanjá mas vibrando muito especialmente também com Xangô e em algumas "correntes" ou "escolas" chega a ser cultuado conjuntamente com este. Esta ligação explica-se pela ligação óbvia no reino natural entre o ar e o som, elemento essencial para a sua propagação e se Xangô é o raio de fogo que cruza os céus então Iansã é o ribombar que anuncia o seu impacto! Noutro aspecto mais amplo podemos dizer que o ar sendo essencial para comunicar pelo som é o suporte da palavra, sendo Xangô a essência da lei, é então Iansã a forma de levar a lei sob forma de palavra ao mundo. Sendo o elemento ar regente da própria mente, então é também um Orixá intimamente ligada aos avanços tecnológicos.No ser humano influi directamente no carácter tal como  os demais Orixás e evidencia algumas caracteristicas que cabe ao humano desenvolver positivamente.: o carácter combativo  na defesa de seus ideais, valores e ideias evitando o exagero e a explosão, a inteligencia e observação intuitiva e arguta não devem de modo algum levar a prescindir da persistencia e esforço no estudo, deste modo podemos aliás colher os aspectos posi.tivos da influencia de todos os Orixás já que eles são forças que se fazem sentir em nós proprios mas sempre passíveis de ser abordados de diferentes perspectivas , dependendo do grau de conhecimento e iluminação interior de cada um,. Infelizmente ainda se encontram muitas leituras simplistas acerca  do carácter dos filhos deste e daquele Orixás.

 

Espero de alguma forma poder ter contribuido para o conhecimento àcerca de tão belo Orixá que está presente na nossa vida em actos tão simples e básicos para a vida como o acto de respirar...

 

Louva sejas mãe Iansã...Eparrei Iansão... Eparrei Oiá

 

Francisco de Ogum

Pai pequeno do Terreiro Pai Oxalá e Mãe Iansã

 

 

 

 

publicado por galileu às 11:39 | comentar | favorito