Saluba Nanã

Retomo um post de 2009 sobre Nanã:

 

... vamos louvar este orixá em nosso Terreiro. Nanã, a mais velha das iabás, senhora das lagoas, lagos e charcos. Nanã é ela própria a lei da transmutação, depuração, decantação não só das águas mas sobretudo das almas.Para compreender um pouco melhor os Orixás temos que atentar no facto de eles serem matrizes de criação do mundo fisico, astral e espiritual; encontramos portanto essa matriz no mundo mineral, nos reinos vegatal e animal, nas leis físicas e químicas que regem os organismos simples ou complexos tanto no macro como no microcosmos e por outro lado esta matriz rege de igual modo o mundo espiritual (o mundo espiritual precede o fisico) . Assim podemos atentar naquilo que é a decantação das águas no mundo natural em que por acção do tempo e da gravidade, se depositam as impurezas no fundo das lagoas permitindo que  estas recuperem a pureza à superfície;  movendo-nos da natureza para o ser humano vemos  a sua acção se faz sentir nos processos que determinam o fim de determinados ciclos como por exemplo na menopausa- o fim da fertilidade na mulher (trabalhando com Oxum), ou então no campo emocional  decantando os seres emocionados e preparando-os para uma nova "vida", já mais equilibrada uma vez que este é um dos campos principais de actuação de Nanã: a maturidade emocional.

Por vezes é necessário parar, pensar , deixar passar determinados tumultos internos para podermos compreender o que está a acontecer, para podermos aceitar determinados factos. Por fim, aquele que é o mais delicado dos reinos de actuação deste Orixá.
Falamos pois dos espíritos que fraquejaram durante sua jornada carnal e se entregaram à vivenciação dos seus vícios emocionais, estes serão entregues por Omulu no momento de sua passagem e cabe a Nanã a sua preparação, adormecendo-os  e  libertando-os assim do emocional para uma nova encarnação.

Reverenciemos pois Nanã com o respeito e o apreço que merece, rogando a mãe Nanã que nos ajude a amadurecer, a aceitar o envelhecimento como parte de um prrocesso que conduz a libertação do espirito daquelas que são as amarras da carne, os prazeres e os vícios que nos cegam e nos querem tornar imortais na carne quando deveríamos almejar essa imortalidade no campo onde ela tem efectivamente lugar, ou seja no campo espiritual. Pedimos a Nanã que nos ajude a entender que a vida que agora vivemos deve contribuir para a elevação de nossos sentimentos e de nossa mente de modo a alcançarmos a tranquilidade emocional e a elevação espiritual necessárias para a nossa propria evolução

Saluba Nanã!

Francisco de Ogum

Pai Pequeno no Terreiro Pai Oxalá e Mãe Iemanjá

publicado por galileu às 21:50 | comentar | favorito