EVOLUÇÃO MORAL

Hoje trago o tema da evolução moral! Quem busca uma sessão de umbanda, seja consulta , descarrego ou outro tipo de auxilio, raramente tem em mente esta questão! direi mesmo que o tema tem em si alguma resistencia. A moral que aqui falo é bem diferente da falsa moral que fecha os olhos as falhas do proprio e é defraldada amiúde para atingir os outros; nem sequer falo de pruridos e falsas modestias pois não é esse o verdadeiro conceito de moralidade aqui subjacente! Aquilo a que me refiro, é tão sómente o querer ser movido pelo propósito do bem querer e do bem fazer! Não foi Cristo que convidou a humanidade a não fazer aos outros aquilo que não queres que te façam a ti? Ou de uma forma positiva , faz aos outros aquilo que gostarias que te fizessem a ti /por ti...pois não devemos ter uma postura passiva mas antes contribuir activamente para um mundo melhor.

Trata-se de uma questão de íntimo! Ser e não parecer como é tão usual nesta sociedade dita da comunicação, gasta e sobrevalorizada, que afinal continua sujeita à manipulação a belo prazer e necessidade dos influentes ou até mesmo da necessidade de vender escandalos, pois a fome de sentimentos de baixa vibração é voraz. Passámos de uma época tenebrosa, no mundo livre pelo menos, de imposição pela força e foi-nos anunciada uma era de liberdade e democracia ! No entanto o conteúdo perde-se numa época de sobrevalorização da imagem e do bem parecer; sinal evidente de retrocesso civilizacional. Os media iludem-nos através do marketing fazendo-nos comprar aquilo que vendem com tecnicas rebuscadas, apelando aos nossos sentimentos; os politicos vendem-se através das mesmas técnicas e já quase não existe debate verdadeiro de ideias de como planear e construir um futuro pois o que realmente se debate são questões paralelas- sinal da mesquinhez dos que põem o interesse pessoal à fente do bem comum! Os dogmas religiosos vigentes continuam a pregar o pecado e a culpa aos seus fiéis em questões como o uso do preservativo quando o que está em causa é a saúde, a vida e a morte! A hipocrisia segue em todos os quadrantes e como tal é uma população hipócrita que aprende a sê-lo desde cedo. Em casa , na escola, no trabalho , onde quer que seja, os nossos cidadões usam a máxima tão corroborada na antiga roma imperial: "à mulher de César não basta ser séria... há que parecer ser séria" . Quando estes cidadãos se apresentam pois num Terreiro de Umbanda digno desse nome pois também aqui a hipocrisia  e a falsidade dos que se utilizam do bom nome desta religião é muita e grandemente conhecida... então , quando adentram no terreiro, estes cidadãos são confrontados pelas entidades com decisões e questões de foro intímo exigindo uma reforma moral. Espanto dos espantos, afinal muitos pensam que basta pedir ao Caboclo ou Preto-velho que conserte o seu casamento ou relacionamento amoroso sem mais... mas quando interrogados sobre os diversos comportamentos que os nossos amados Guias encontram em suas psiques, limitam-se a negar ou a encolher os ombros , mentindo ou simplesmente achando que não falharam e que a mudança a ocorrer será sempre da outra parte! O mesmo acontece em todo o tipo de assunto. Muitos pretendem ter paz, mas o que fizeram para isso? Limitam-se a responder que são boas pessoas e não querem mal a ninguem e no entanto estão prontos a afirmar que a vizinha X ou o familiar Y lhes fizeram qualquer especie de sortilégio para que se tivesse instalado o azar , a discordia, enfim. Mas afinal será tão dificil ver-mo-nos no espelho e identifcar os nosso proprios erros? O problema está na autenticidade e honestidade em querer modificar-se. Desafio qualquer um a tentar mudar um hábito antigo e verão que essa tarefa poderá tornar-se tremenda. Mudar é complicado! Mudar assusta e trás desconforto! Por isso mesmo a maioria estagna e cristaliza-se em posições irredutíveis! É devido a este comportamento que continuamos a assistir à discriminação sexual , rácica ou até mesmo religiosa! No nosso país, embora a evolução no sentido de liberalização dos costumes que se  tem evidenciado nos ultimos trinta anos, qualquer irmão umbandista que se assuma como tal passa muitas vezes a pertencer de imediato a uma minoria discriminada! Os comentários nas costas e o rótulo de bruxa, macumbeiro ou feiticeiro ser-lhe-á infligido umas vezes abertamente outras vezes de forma insidiosa, nas costas por covardia já que não têm a coragem  da frontalidade! Porque é que o simples facto de têr um credo diferente provoca tanta resistencia? porque é que a opção sexual, a côr da pele ou qualquer outra caracteristica pessoal há-de pesar assim tanto? Generaliza-se muitas vezes maus exemplos para poder justificar o injustificável! Verifico que por vezes o individuo assume uma posição que corresponde à posição socialmente vigente com medo de ser ele proprio identificado com determinada situação. A ignorância poderá explicar parte desta equação mas não a totalidade pois estes comportamentos não são exclusivo dos ignorantes.

Teremos pois de evoluir individualmente e colectivamente a nivel moral! Não condenar ninguem é uma das premissas pois quando alguem condena outrém assume-se numa posição de superioridade moral e mesmo que tudo indique na direcção da culpa do acusado, será que não teremos todos pecado ? que não tem telhados de vidro? Jesus perdoou e pregou o perdão! Como é que alguem que se diz cristão pode veicular a palavra de Cristo  e julgar os demais sem margem para perdão? Amar o próximo como a sí mesmo! Uns amam-se a si mesmos julgando-se perfeitos e imaculados e negam essa condição a todos os outros pois desta forma sentem-se valorizados na sua vaidade e egocentrismos , os seus mundos giram em torno de seus umbigos e não se dão conta das autenticas toupeiras em que se tranformaram... não vêm nada além de sua imagem e como tal pisam e magoam.. qual elefante em loja de porcelana! outros nem se amam a si mesmos, o que torna impossivel amar os demais! Castigados por noções distorcidas de culpa, ou simplesmente porque não conseguem enquadrar-se de acordo com os ideiais qie a sociedade vai impondo... ideiais impossíveis de atingir pela maioria e impossiveis de manter de forma geral: juventude eterna, beleza plastica uniformizada em padrões irrealistas, enfim. É claro que não podemos exigir a santidade! Mas devemos exigir o compromisso do esforço sério e autêntico no sentido do melhoramento de cada um! Talvez assim não houvessem tantas relações frustadas. Quando solicitamos a ajuda aos iluminados, podemos recebe-la de facto, sem que no entanto entendamos o seu real significado. Quando uma entidade chama a atenção para as falhas daquele que se vem queixar de outrém, este pode não querer ouvir, cego e surdo que está à razão; mas é absolutamente vital que o mesmo seja situado, que assente os pés no chão, que reveja suas posições e procure o caminho correcto. Felizmente ainda existem muitas pessoas que são capazes de uma reflexão e que efectivamente tentam melhorar, afinal é isso mesmo que se prentende: que o individuo desperte para a necessidade de evoluir. Onde houver luz não existirão trevas... heis o verdadeiro significado desta afirmação! Se somarmos a isto a lei da atração espiritual em que efectivamente os espiritos iguais se atraem, por certo entenderão que aqueles que muitas vezes se sentem assombrados, perseguidos espiritualmente, estão antes de mais a viver num nivel moral muito baixo e que só poderão combater de forma eficaz esse assédio espiritual se buscarem a elevação moral para assim almejar outras companhias.

 

Francisco d'Ogum

Pai Pequeno do Terreiro

Pai Oxala e Mãe Iemanjá

umbanda.com.sapo.pt

publicado por galileu às 17:23 | comentar | favorito